Our belief in “Disruptive Innovation”

O termo disrupção foi originalmente criado por Clayton Christensen em seu trabalho de doutorado seminal. A maioria das pessoas tende a pensar em disrupção como algo radicalmente diferente e mais avançado ou sofisticado. No entanto, Christensen mostrou que as inovações disruptivas são, na verdade, produtos e tecnologias muito mais simples, que criam uma motivação assimétrica para os ocupantes devido a seus lucros menores e desempenho mais fraco. Há uma evolução previsível da integração e desintegração das cadeias de valor à medida que as empresas se movimentam para captar mais valor nos problemas não resolvidos ou inadequadamente resolvidos do produto ou serviço. À medida que as indústrias e setores evoluem, formam uma fronteira de produtividade ao longo da qual um determinado setor pode fornecer um determinado benefício a um custo específico. A ruptura ocorre quando uma tecnologia capacitadora permite a criação de um novo mercado reduzindo radicalmente os preços ou aumentando os benefícios.