Estratégia de crescimento através de aquisições

Este artigo é baseado no livro Dual Transformation e está dividido em duas partes. A primeira narra dois casos reais de empresas que passaram por grandes transformações, uma contratando uma enorme parcela de novos funcionários e outra adquirindo diversas empresas. A segunda parte é composta por dicas essenciais de como crescer por meio de contratações e aquisições.

Toda empresa que quer inovar precisará de novas habilidades e com o devido tempo várias as desenvolverão. Entretanto, o mercado não fica parado e o tempo para inovar é curto. Uma das alternativas para se tornar competitivo frente a novas demandas é a aquisição de empresas ou a contratação de especialistas.

Ao adquirir empresas ou contratar novos colaboradores a empresa tem que repensar como manter sua cultura de forma a não perder os ganhos operacionais já adquiridos, ao mesmo tempo em que a modifica para incorporar as novas habilidades.

Isso é particularmente importante quando a empresa decide criar inovação para atingir novos mercados. Como é o caso do Clark Gilbert CEO da Deseret Digital Media que viu a necessidade de inovar e realocar a empresa do jornal impresso para o digital.

Transformando o analógico no digital através de contratações
De acordo com o livro Dual Transformation quando o processo começou a Deseret Media obtinha a maior parte do seu faturamento do jornal impresso, convencer a todos que o certo seria deixar de investir no que gerava retorno hoje para investir no digital, que traria retorno amanha não foi uma tarefa fácil. Esse é um dos maiores problemas quando uma empresa decide deixar de trabalhar com o mercado atual para entrar em um novo.

Para facilitar esse processo, que exige novas habilidades, Gilbert decidiu que o melhor a fazer seria trazer funcionários de empresas digitais. A estratégia era adquirir habilidades associadas ao como gerenciar um negócio digital de forma rápida. Isso exigiu atitudes drásticas como demitir cerca de 40% dos seus colaboradores em um único dia.

Ao renovar o pessoal, a empresa adquiriu as habilidades que acreditava eram necessárias para atuar no novo mercado. Sem que houvesse um vínculo com o negócio atual e sem envolver o core business da empresa, ela perderia grande parte do seu recurso. Por isso, surge a estratégia de criar times compostos por pessoas dos dois universos da empresa.

Naquele momento, as pessoas que conseguiam lidar com o novo mercado ao mesmo tempo em que conheciam e, lidavam com o antigo core business da empresa eram essenciais. Interligar os recursos foi uma questão chave para realizar essa transformação. Os times precisavam ser cuidadosamente equilibrados, muitos funcionários novos e a equipe não conseguiria lidar com o negócio atual, muitos funcionários antigos e o risco da inovação digital não ocorrer.

Aquisições em escala
De 2001 à 2010, a Apple lançou diversos produtos como o iPod, iPhone, iPad e outros. Durante esse período a Apple adquiriu 26 empresas. Várias da inovações que lançaram surgiram de tecnologias que foram adquiridas e se tornaram um sucesso por terem sido adequadamente incorporadas ao core business da empresa.

Adquirir tantos negócios em tão pouco tempo gera diversas dificuldades. Desde mudanças operacionais até desestruturações do clima organizacional. Adquirir novos negócios não é só uma questão financeira, mas estratégica e de recursos humanos. Portanto, criar boas estratégias de aquisições é indispensável.

Regras de ouro para o crescimento por meio de aquisições
Definição de rumo
Deixar claro para onde a empresa quer ir é o primeiro passo. Cada tipo de inovação exigirá habilidades diferentes. No geral se a inovação será no mesmo mercado, as aquisições são menos necessárias, mas podem desempenhar um papel fundamental na mudança de processos e tecnologia que permitirá com que a vantagem competitiva seja alcançada.

As aquisições e contratações podem desempenhar um papel mais crítico quando a inovação está focada em um novo mercado. Isso porque muitas habilidades serão necessárias e desenvolvê-las por meio de treinamentos pode ser muito demorado.

Definição de habilidades
Entender quais serão as habilidades necessárias pode ser complexo. Por isso uma boa alternativa é planejar para que esse processo ocorra de forma interativa. Um ciclo de contratação, teste e validação frente aos problemas.

Habilidade de integração
Talvez um dos fatores mais importantes sejam as habilidades de integrar pessoas, processos e modelo de negócios. Criar a sinergia necessária para que todo o processo flua e a empresa não acabe como uma colcha de retalhos.

Conclusão
Adquirir negócios ou contratar uma nova equipe não é tarefa fácil e deve ser avaliada por diferentes lentes, não somente pelo financeiro. Ao adquirir um novo negócio o todo deve ser maior que a soma das partes. Existem muitos métodos para se conseguir essa sinergia. No entanto, vale ressaltar que algumas análises básicas como mapeamento de processos e avaliação de clima organizacional podem ajudar.

Autor: Vitor Fernandes Marinho